Definindo o que é Hipopigmentação e Hiperpigmentação

maio 2, 2018 | 0 Comments | Noticias

Melanina não apenas cor da pele. Quando sofre alterações, ela causa doenças de pigmentação como a hipopigmentação e a hiperpigmentação. A primeira consiste no aparecimento em menor quantidade e a segunda é a consequência do aumento significativo.

Hipopigmentação ocorre quando a pele produz menos melanina que o normal, causando uma considerável diminuição  da cor da pele. A derme então fica com seu tom evidentemente comprometido e exibe manchas brancas em pequenas áreas hormonais.

Isso também pode ser oriundo de complicações genéticas. Em casos que a despigmentação ocorre por fatores externos, o problema pode ser solucionado em consulta com um dermatologista para que ele indique o tratamento necessário.

Quando há herança genética como o vitiligo e albinismo, infelizmente não há cura. Mas nem tudo está perdido, dá para suavizar o primeiro sintoma com cremes específicos e tratamentos com luz ultravioleta, com indicação de um dermatologista.

Hiperpigmentação se caracteriza por manchas escuras e aumento na produção de melanina. Ao invés das manchas brancas, a pele fica comprometida com pontos escuros. As causas devem-se a exposição demasiada aos raios solares sem protetor.

Problemas hormonais durante a gravidez e uso de anticoncepcionais ou alguns antibióticos também ajudam na formação desses pontos. Problemas como o melasma – que apresenta manchas amarronzadas de uma dois centímetros no rosto, têmporas e testa – é um dos mais corriqueiros.

Use protetor solar e faça retoques a cada duas horas. Caso esteja com manchas escuras no rosto, adicione creme clareador no dia a dia. Ele vai regularizar a melanina e normalizar o seu tom.

 

Mais Informações:

Imprensa: Consult Comunicação & Marketing

Manager: Janaina Hassim

Texto: Zezinho Divanah

Telefones: 11 – 2081-3019 / 11 – 99587-2520

 

Comments are closed.